Olho D'água do Borges/RN -

Vem ai a I Corrida Pedestre em comemoração 54º aniversário de emancipação política de Olho D’água do Borges.

Foto Ilustrativa

Mais um ano, mais um aniversário da nossa querida Olho D’água do Borges, que pela primeira vez na história do município, a Prefeitura Municipal está organizando uma vasta programação para comemorar os 54 anos de Emancipação Política que acontece no dia 17 de dezembro.

Entre as atividades já definidas, está a corrida pedestre masculina que acontecerá dia 17 de dezembro, com saída prevista para às 06:00hs, da casa de Raimundo Mariano. Por tanto os atletas já podem ir se preparando. Alem da corrida pedestre, terão outras atividades e homenagens a serem desenvolvidas nesta data,  em alusão à comemoração da emancipação politica  do município, que serão divulgadas em breve.

Em de 17 de dezembro de 1963, Olho D'água do Borges foi desmembrado do município de Almino Afonso e elevada à categoria de cidade pela lei estadual nº 2.998, ficando ainda pertencendo à comarca e paróquia de Patu, em 1971, foi transferido para a comarca de Umarizal. O feriado municipal de 17 de dezembro foi instituído pela Lei Orgânica Municipal Promulgada em 01/04/1990. 

Olho D'água do Borges está localizado na micro região de Umarizal, com uma Área geográfica de 141 km2 e com aproximadamente 4.500 habitantes, distante 300 Km da capital, Natal. Limita-se ao norte com o município de Caraúbas; ao sul, com o município de Rafael Godeiro, que também foi; ao leste, com o município de Patu e a oeste com o município de Umarizal.

Engenheiro Agrônomo Antônio Flavio Cezar representa município do Olho D’água do Borges no I Simpósio de Fruticultura do Oeste, na Ufersa de Mossoró

Engenheiro agrônomo Antonio Flavio Cezar

Está acontecendo no campus central da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), em Mossoró, o I Simpósio da Fruticultura Potiguar, que teve início quarta-feira (22)  e  vai até sexta-feira (24), numa realização do Sebrae no Rio Grande do Norte.

A prefeitura municipal de Olho D’água do Borges está sendo representada neste simpósio, pelo engenheiro agrônomo, Antônio Flavio Cezar, onde está participando de oficinas de culturas alternativas futuras para nosso semiárido, sobre videira, maracujá' cacau maceeira e outras.

“O simpósio está trazendo o que tem de vanguarda no setor, como uso de energias renováveis e novos cultivos, num reconhecimento da importância da fruticultura como geradora de emprego e protagonista na economia do Rio Grande do Norte e do Brasil”, comenta o gestor do projeto do Sebrae “Crescer no Campo – Fruticultura Potiguar”, Franco Marinho Ramos.

O evento reuni produtores das regiões Seridó, Mato Grande, Oeste, Chapada do Apodi, entre outras. Serão três dias de intensa programação.

Governo não tem recursos para atualizar salários; grevistas ocupam sede da Seplan


Após uma semana de greve, representantes dos professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e dos servidores da Saúde se reuniram com o Governo do RN.

O encontro aconteceu na tarde desta quarta-feira (22). Participaram da reunião representantes da ADUERN e SINDAUDE. A secretária chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, representa o Executivo potiguar, abriu o diálogo, porém, sem avançar. O governo não tem dinheiro para atualizar os salários dos servidores.

Sem negociação da pauta de reivindicações das categorias, a greve vai continuar e, de certa forma, o movimento tornou-se mais forte, com ações contundentes. Os grevistas, que já estavam acampados na Governadoria desde o último dia 13,invadiram a sede da Secretaria do Planejamento, no Centro Administrativo, em Natal.

Docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e servidores de diversos segmentos da saúde deflagraram greve unificada no início do mês, reivindicando o pagamento dos salários atrasados e um calendário que preveja os vencimentos de novembro, dezembro e do 13º.

Os servidores públicos do Estado convivem com atrasos os salariais desde Janeiro de 2016. O pagamento dos salários do mês de setembro/2017 foi concluído somente no dia 10 de novembro, o que revoltou os trabalhadores e trabalhadoras do Rio Grande do Norte.

O Acampamento dos servidores estaduais recebeu hoje (22) o reforço de centenas de estudantes e trabalhadores que vieram à Governadoria para fortalecer a luta pelo pagamento dos salários em dia e contra a retirada de direitos. Pela manhã e durante o início da tarde, estudantes em servidores realizaram um cortejo pelo centro administrativo dialogando com transeuntes e funcionários das secretarias e entoando palavras de ordem do movimento.


Em reunião com Temer, governador solicita apoio para equilíbrio financeiro


O apoio do governo federal no reequilíbrio financeiro do Rio Grande do Norte foi tema da reunião entre o governador do Estado, Robinson Faria (PSD), e o presidente da República, Michel Temer. O encontro aconteceu nesta quarta-feira (22), no Palácio da Alvorada, com a presença do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, e do deputado Fábio Faria, além do secretário estadual de Gestão de Projetos, Vagner Araújo.

“Estamos buscando todas as formas possíveis e reivindicando soluções urgentes para equilibrar as contas do nosso estado neste momento de crise financeira que afeta todo o país. Na reunião, fiz um apelo ao presidente por liberação de ajuda financeira ao estado”, disse o governador. Segundo o chefe do Executivo, o presidente se mostrou solidário ao apelo e se comprometeu em reunir sua equipe técnica para promoção de ações que permitirão a liberação de recursos para o RN.

“Paralelamente a essa perspectiva do governo federal, estabeleci uma força tarefa com técnicos locais, de Brasília e representantes dos Poderes para executar medidas que auxiliem na geração de caixa para o estado a curto prazo e melhoria das contas a médio e longo prazo”, acrescentou o governador.

Apenas 3% das escolas do RN conseguem patamar mínimo de qualidade no Ideb


Rio Grande do Norte integra a lista dos estados brasileiros em que menos de 10% das escolas de ensino fundamental atingiram o patamar mínimo estabelecido pelo Ministério da Educação. Apenas 3% das escolas potiguares conseguiram a média 6,0 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) para os anos iniciais (4º ao 5º ano do ensino fundamental), cujas provas foram realizadas em 2015.

Ao todo, 10 estados tiveram menos de 10% das escolas com Ideb 6. Todos estão nas regiões Norte e Nordeste. Além do RN, estão na lista Amapá, que ainda não tem nenhuma escola dos iniciais com a nota, Sergipe (1%), Bahia (2%), Maranhão (2%), Pará (2%), Paraíba (3%), Alagoas (4%), Pernambuco (5%) e Tocantins (9%).


Veja mais AQUI.

Clima: Australianos elevam para 70% chances de La Niña a partir de dezembro e Inmet já vê reflexos no Brasil

O escritório de meteorologia da Austrália, BOM na sigla em inglês, divulgou alerta nesta terça-feira (21) em que eleva para aproximadamente para cerca de 70% as chances do fenômeno climático La Niña acontecer a partir de dezembro deste ano. Na última atualização, os australianos apontavam 50%. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) já vê reflexos do fenômeno ocorrendo no Brasil nos próximos meses.

Com a ocorrência do fenômeno La Niña, a região Sul do Brasil pode ter falta de chuva ou intensificação de veranico. A situação demanda atenção uma vez que as culturas de verão, como a soja e milho que estão em plantio e serão colhidas nos próximos meses, podem ser afetadas. No Norte, as chances são de chuvas acima da média em alguns estados. Mapas do Inmet já mostram esses reflexos. Para o Centro-Oeste e Sudeste, todo tipo de fenômeno pode ser considerado.

"A divulgação dessa informação da Austrália confirma o que já temos divulgado desde agosto. No Brasil, nossos modelos já mostram os reflexos do fenômeno, com poucas chuvas na região Sul e chuvas acima do normal na Bahia e parte do Nordeste", afirma o professor Expedito Rebello, coordenador geral do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). 

O Inmet afirma que não quer causar nenhuma impaciência nos agricultores e o monitoramento climático criterioso deverá ser mantido.

Senado aprova voto distrital misto para eleições proporcionais


O Plenário aprovou nesta terça-feira (21) dois projetos de lei do Senado (PLS) que instituem o voto distrital misto nas eleições proporcionais. As regras valem para a escolha de vereadores e deputados estaduais, distritais e federais.

O PLS 86/2017, do senador José Serra (PSDB-S), e o PLS 345/2017, do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), tramitavam em conjunto. Os projetos foram relatados em Plenário pelo senador Valdir Raupp (PMDB-RO) e agora seguem para a Câmara dos Deputados.
O sistema distrital misto combina o voto proporcional com o distrital. De acordo com a proposta, o eleitor vai fazer duas escolhas na urna: o candidato de seu respectivo distrito e o partido de sua preferência.

As cadeiras das casas legislativas serão preenchidas primeiramente pelos candidatos eleitos pelo voto distrital. Esgotadas essas vagas, as cadeiras remanescentes serão distribuídas entre candidatos dos partidos mais bem votados.

De acordo com o texto, o número de representantes distritais deve corresponder à metade do número de cadeiras de cada circunscrição, arredondando-se para baixo no caso de números fracionários. Por exemplo: no caso de um estado com nove cadeiras de deputado federal, quatro serão escolhidos na modalidade do voto distrital.

A proposta delega à Justiça Eleitoral a missão de demarcar os distritos, que precisam ser geograficamente contíguos. A divisão deve seguir como critério o número de habitantes.

O relator, senador Valdir Raupp, apresentou uma emenda para eliminar a figura do suplente para os candidatos a cargos proporcionais. Outra emenda estabelece que, no caso dos vereadores, o voto distrital vale apenas em municípios com mais de 200 mil eleitores.

Fonte: Agência Senado

Michel Temer convoca Robinson e demais governadores para reunião em Brasília


O governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria (PSD) participará nesta quarta-feira, 22, em Brasília, da reunião de governadores com o presidente Michel Temer.
O encontro foi convocado pela Presidência da República e terá como pauta a reforma da previdência, iniciativa do próprio Governo Federal.
Na oportunidade, Robinson Faria aproveitará o encontro para reforçar, também, o pedido de apoio para reequilibrar as contas do estado.  A reunião acontecerá no Palácio da Alvorada, às 11h.

Futuro ministro das cidades Alexandre Baldy indicado por Temer, recebeu 450 000 reais da família de bicheiro Carlinhos Cachoeira.


Escolhido por Michel Temer para assumir o Ministério das Cidades, o deputado Alexandre Baldy terá dificuldades para se dissociar de um dos mais famosos contraventores do país, Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Desde 2012, quando uma CPI investigou o bicheiro, a relação entre os dois é pública, notória e constrangedora. Cachoeira derretia-se ao se referir ao agora futuro ministro como “menino de ouro”.

Mas a prestação de contas da disputa eleitoral de 2014 revela mais: a família Almeida Ramos ajudou a financiar o plano de poder do pupilo.

A empresa JC Distribuidora de Medicamentos, que pertence a Sebastião de Almeida Ramos Filho, irmão de Carlinhos Cachoeira, doou 450 000 reais à campanha de Baldy naquele ano.

A JC é velha conhecida das autoridades. Em 2012, segundo “O Globo”, a empresa foi investigada pela Receita por movimentações atípicas, 66,8 milhões de reais em dois anos.
A tomar pelo montante que passa pelo caixa da distribuidora, um agrado de 450 000 reais a um amigo que pode valer ouro, não há de ser nada.

Coluna Radar.


Novo chefe da PF não acredita que malas com dinheiro comprovem corrupção


Fernando Segóvia, empossado nesta segunda-feira 20, como o novo diretor-geral da PF, começou com o pé esquerdo e criticou a investigação da Procuradoria Geral da República sobre a prática de corrupção por parte de Michel Temer no caso da JBS.

“A gente acredita que, se fosse sob a égide da Polícia Federal, essa investigação teria de durar mais tempo porque uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa que a gente necessitaria para resolver se havia ou não crime, quem seriam os partícipes e se haveria ou não corrupção”, afirmou o chefe da PF em entrevista coletiva nesta segunda-feria, 20.

Se uma mala cheia de dinheiro e uma gravação de áudio e vídeo não provam nada, então fica impossível comprovar corrupção.

Segóvia começou muito mal.

Fonte: Papo TV

Novas certidões de nascimento, casamento e óbito entraram em vigor nesta terça-feira

A partir desta terça-feira (21) as certidões de nascimento, casamento e óbito passaram a ser diferentes. Os novos registros, alterados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), passam a contar, entre outras coisas, com o número do CPF.

O CNJ justifica que a intenção é que o novo documento se torne o número de identidade civil único.

Outra mudança é que os documentos passam a levar o termo "filiação" e não mais o termo "genitores".

De acordo com o governo, é possível o recém-nascido ter dois pais, duas mães, uma mãe e dois pais e assim por diante.

O mesmo vale para casais que tenham optado por técnicas de reprodução assistida, como é o caso da barriga de aluguel e da doação de material genético. Todas as mudanças passam a valer em todo o Brasil.

Nas certidões de óbito, o lançamento de todos os documentos permitirá o cancelamento automático dos documentos do falecido pelos órgãos públicos, contribuindo para a diminuição de fraudes.

Veja mais sobre o documento AQUI.


Banco Mundial sugere arrocho no serviço público do país

As críticas mais severas dos economistas do Banco Mundial, que elaboraram o estudo divulgado nesta terça-feira, foram direcionadas às distorções existentes no serviço público brasileiro. Além das generosas aposentadorias e pensões que os servidores recebem, o estudo destaca o fato de os salários do funcionalismo público serem muito superiores aos da iniciativa privada.

Segundo o estudo, o nível dos salários dos servidores federais é, em média, 67% superior aos do setor privado, mesmo após levar em consideração o nível de educação e outras características dos trabalhadores, como idade e experiência.

O Banco Mundial informa que essa diferença de 67% é a mais alta, em uma comparação feita com 53 países em que as informações sobre esse aspecto estão disponíveis.

Salários iniciais
O estudo traz que a redução pela metade do prêmio salarial dos servidores em relação ao setor privado geraria uma economia equivalente a 0,9% do PIB.

No curto prazo, o banco sugere a suspensão de reajustes nas remunerações do funcionalismo. Uma opção para diminuir a folha de de pagamentos dos servidores, segundo o estudo, seria reduzir os salários iniciais de todos os novos funcionários.

Assim, seria possível reduzir gradualmente os níveis de remuneração e aumentar os retornos da experiência profissional à medida que as cortes mais antigas de servidores se aposentarem


Cartório Paiva Amaral - Segundo Ofício de Notas de Parnamirim recebe Prêmio Nacional em Eficiência


No último dia 17 de novembro, o Cartório Paiva Amaral de Parnamirim, recebeu o troféu Prata, na mais importante premiação nacional dos Cartórios Brasileiros, o Prêmio Qualidade Total Anoreg. A inovação, eficiência e qualidade no atendimento diário resultaram em premiação nacional.

O evento este ano ocorreu em Fortaleza, foi promovido pela Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR), em parceria com a Corregedoria Nacional de Justiça, órgão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e a cada edição premia os melhores cartórios do país em excelência de qualidade na gestão organizacional e na prestação de serviços aos usuários.

Este ano, o Cartório Paiva Amaral concorreu com pelo menos 135 cartórios de praticamente todas as regiões do país. A exemplo de todos os outros, o Cartório Paiva Amaral foi avaliado por uma consultoria que identificou práticas inovadoras. O Segundo Ofício de Notas de Parnamirim, foi único Cartório do Rio Grande do Norte premiado este ano.

O titular do Segundo Oficio de Notas de Parnamirim, Airene Paiva, afirmou que a principal preocupação é sempre aprimorar a qualidade dos serviços.

“A premiação representa o esforço da nossa serventia em se modernizar e buscar atingir um patamar de qualidade na prestação deste serviço público, visando dar segurança jurídica aos negócios pessoais e patrimoniais, garantindo cidadania, e prevenindo litígios”. Disse Airene José Amaral de Paiva, Títular do Segundo Ofício de Notas de Parnamirim/RN.

Entre os critérios de avaliação da premiação nacional estão: Gestão Estratégica, Gestão Operacional, Gestão de Pessoas e Instalações, Gestão de Segurança e Saúde no Trabalho, Gestão Socioambiental, Gestão da Informatização e Controle de Dados, Gestão da Inovação e Compliance. Todos os requisitos estão alinhados com a promoção da confiança e do aprimoramento dos serviços oferecidos pelos cartórios.

Nome da deputada Zenaide Maia começa a ser visto como possível para o Governo


O clima de ‘caiu na graça’ que vem entrando a deputada federal Zenaide Maia (ainda no PR), poderá mudar o rumo da parlamentar nas eleições do próximo ano.

Em vez de disputar o Senado, como previsto, Zenaide começa a ter o nome discutido em algumas reuniões, como possível postulante ao Governo.

Porém, essa possibilidade teria que ter o aval da senadora Fátima Bezerra (PT), com quem Zenaide está afinada.

Fátima hoje é vista como pré-candidata ao Governo, numa chapa com Zenaide para o Senado.

E o que faz o nome de Zenaide ser discutido como possível para o Governo? Como possível governadora eleita, Fátima, para tirar o Estado do clima de dificuldades sem solução, teria que tomar decisões traumáticas para sua carreira política pautada pelas boas relações com o sindicalismo e os servidores públicos.

Poderia em 4 anos de governo, queimar seu filme de graça, sendo obrigada a entrar em rota de colisão exatamento com sindicatos e servidores.

Como governadora eleita, ela teria 4 anos para administrar um inferno, como é o executivo hoje no Brasil.

Sem disputar o Governo, terá os mesmos 4 anos de mandato, só que, no Céu do Senado.
O mandato de senadora de Fátima só termina em 2022.

Nesse cenário, políticos discutem a possibilidade de Fátima, em vez de ir para a disputa, apoiar Zenaide.

Sem passado político, já que está no primeiro mandato, a parlamentar entraria como a governadora de Fátima, mas com trânsito livre no grupo de empresários que busca exatamente isso: a novidade.


Velhos caciques do RN não aprenderam lição da derrota de 2014, tenta repetir acordão em 2018.


Os velhos caciques da política do RN, ao que parece, não aprenderam nada com a derrota de 2014, onde sete  ex-governadores foram derrotados, apoiando a chapa que teve Henrique Alves como candidato a governador e Vilma de Faria,  candidata ao senado.

Ao se projetar para as eleições de 2018, o candidato da família Alves, Carlos Eduardo Alves, atual prefeito de Natal, vem se articulando e praticamente fechando a chapa, tendo ele como candidato ao governo do RN, e os velhos  caciques José Agripino Maia e Garibaldi Alves Filho candidatos e reeleição para  o senado federal. A vaga de vice, estaria aberta para tentar atrair o PR de ex-deputado João Maia, ou o PSDB, de Rogério Marinho, caso esse chapão se concretize, as forças políticas que estiveram unidas em 2014, sofrendo uma derrota história, poderiam estar juntas novamente em 2018.

Dentro desse cenário, o PMDB será o grande beneficiado, pois ganha de presente a Prefeitura de Natal, assumindo o cargo o vice-prefeito Alvaró Dias. Resta saber até que ponto a prisão de Henrique Alves, o apoio do partido a todas as maldades do governo Temer, contra a população do Brasil, atingirá a candidatura de Carlos Eduardo Alves e  dos companheiros de coligação.

Uma fato que deixa a cúpula do PMDB preocupada, é uma eventual candidatura da atual senadora Fátima Bezerra ao governo, tendo Zenaide Maia como candidata ao senador, pois todas as pesquisas divulgadas, mostram  a as duas  em situação privilegiada,  mas o objetivo desse acordão é exatamente deixar ambas isoladas   para evitar eventuais s candidaturas,  vão conseguir ??

Fonte: Chico Gregorio.

Municipalistas pedem aprovação de projeto que prevê gestão de resíduos sólidos justa e sustentável


Com a expiração dos prazos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em agosto de 2012 para os planos de resíduos e em agosto de 2014 para a disposição final ambientalmente adequada de rejeitos em aterros sanitários, os Municípios brasileiros vêm sendo penalizados com multas de até R$ 50 milhões. Os gestores também respondem criminalmente por improbidade administrativa, ação civil pública e crime ambiental, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998). O movimento municipalista denuncia que os Municípios estão desassistidos para execução desta política, que impõe obrigações distantes da realidade financeira das administrações locais.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) vem buscando maneiras de que a política de gestão de resíduos seja implementada sem a única responsabilização do Ente Municipal. Assim, presta total apoio e trabalha para a rápida tramitação, com consequente aprovação, do Projeto de Lei 2.289/2015. A matéria já foi aprovada no Senado e, agora, aguarda criação de uma comissão temporária para sua análise na Câmara dos Deputados, antes de seguir para a deliberação do plenário.

A entidade lembra que foi o próprio Ministério do Meio Ambiente quem elaborou o texto do projeto, com objetivo de prorrogar os prazos da PNRS de maneira escalonada, com prazos mais longos para Municípios de menor porte. A Confederação também chama a atenção para a preocupação ambientalista que está no cerne desta proposição, uma vez que considera que a prorrogação escalonada dos maiores aos menores é mais justa e minimiza os impactos ambientais.

É fundamental ressaltar que os Municípios de pequeno porte, que teriam os prazos mais alongados, são maioria no país e são os que mais sofrem para conseguir cumprir com a política. Eles possuem mais e maiores dificuldades técnicas e financeiras, apesar de causarem os menores impactos ao meio ambiente.


Correios lançam serviço de telefonia móvel no Rio Grande do Norte


O “chip amarelinho”, do Correios Celular, em parceria com a EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP), autorizada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), surge como mais uma opção na telefonia móvel no Rio Grande do Norte. O serviço já se encontra disponível nas 126 agências dos Correios do estado. De acordo com a estatal, os pacotes foram planejados para estar entre os mais baratos do mercado do país.

Duas são as opções de planos pré-pagos ao cliente – o “Alô 30” e o “Alô 60”, que oferecem de 100 a 300 minutos de ligação, além de acesso à internet 3G e 4G, entre outras vantagens.

A portabilidade do número de telefone de outra operadora para o plano Correios Celular pode ser feita ao acessar o site do Correios Celular. – onde também é possível ter acesso à mais detalhes do serviço. Basta clicar na aba “portabilidade” e seguir os passos apontados na página e a mudança de operadora acontece em até cinco dias úteis.


Atleta Olhodaguense Charles Soares participou da 4ª maratona do Sol, em Natal e conquistou a 13º colocação


Aconteceu na tarde deste sábado (11), a quarta edição da Meia Maratona do Sol na cidade de Natal. Seis mil corredores de todos os estados do Brasil invadiram as ruas da cidade, mostrando mais uma vez que a capital potiguar tem vocação natural para a prática da corrida de rua. A largada foi dada pontualmente às 16h na Arena das Dunas e foi dividida em três categorias: 21km, 10Km e 5Km.

Na categoria 10Km para faixa etária de 60/64 anos, estava lá o atleta Olhodaguense, Charles Soares, participando pela primeira vez desta competição, e conseguiu a 13º colocação entre os mais de 1.500 atletas que competiram na sua faixa etária, fazendo o percurso em 59’48”. Michael Gabriel da Silva Trindade, natural do Recife (PE), foi o vencedor da categoria com o tempo de 32’08”. Na colocação geral, Charles ficou com o 412º lugar.

Charles Soares desde adolescente que é amante do esporte, e agora um grande maratonista do nosso município, já participou de várias maratonas na região. Ele informou ao blog  que vai intensificar a sua preparação física e  o próximo desafio será participar em 2018, da corrida de rua mais conhecida do mundo, a Corrida de São Silvestre em São Paulo.

Parabéns amigo Charles que Deus lhe abençoe, nós Olhodaguense, ficamos orgulhosos com essa conquista,  e que você nesta idade, sirva de exemplo para todos os jovens de Olho D’água do Borges, e fico torcendo par que dê  tudo certo e você possa está nos representando na São Silvestre do Próximo ano.


Certificado da participação de Charles Soares na 4ª Maratona do Sol

Cenário de 2018 se desenha, e quatro nomes despontam na corrida para o Governo do RN


Desde que as eleições de 2018 para o Governo do Estado passaram a compor a pauta de articulações políticas no Rio Grande do Norte, nomes de segmentos diversificados foram especulados para a disputa. Diversos políticos tradicionais, nomes do empresariado e até membros do Poder Judiciário já esboçaram, em momentos distintos, interesse em disputar a cadeira de governador no ano que vem.

A pouco menos de um ano do pleito, no entanto, apenas quatro despontam como nomes “cristalizados” na disputa. São pré-candidatos que, pelas ações que vêm desempenhando, demonstram possibilidade remota de desistirem da intenção de concorrer ao cargo. São eles o atual governador, Robinson Faria (PSD); a senadora Fátima Bezerra (PT); o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT); e a vereadora no município de Grossos Clorisa Linhares (PSDC).

Robinson encabeça a lista por ser considerado “candidato natural”, já que ocupa o cargo atualmente e pode disputar a renovação do mandato. Ao seu favor, há o fato de ele estar com o “comando da máquina”, tendo chances, portanto, de realizar ações que alavanquem seu nome para a próxima eleição.

O que poderia ser uma vantagem, porém, pode se transformar no principal calo do governador. O sucessor de Rosalba Ciarlini vem conduzindo uma gestão mal avaliada – sobretudo na área de segurança pública. Além disso, Robinson é alvo de inquéritos no Superior Tribunal de Justiça por suposto envolvimento no escândalo da JBS (ele é acusado de receber propina da empresa na campanha em que foi vitorioso, em 2014) e na operação “Dama de Espadas” (ele é investigado por suposto envolvimento em um esquema de desvios na Assembleia Legislativa, da qual foi presidente).

O segundo nome é o de Fátima Bezerra. Uma eventual candidatura da petista é considerada “sem riscos políticos”, haja vista que ela poderá continuar exercendo o mandato de senadora até 2022, mesmo que perca a eleição. Ela vem tendo bom desempenho em pesquisas de intenção de voto e conta com o fato de ser um nome conhecido em todas as regiões do estado.

Apesar disso, a senadora terá de administrar o desgaste de seu partido – o PT, que teve vários de seus filiados alvos de investigações, incluindo o líder máximo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já foi condenado à prisão em um dos processos pelos quais responde na Justiça.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, é tido como a principal aposta do grupo político que perdeu a eleição em 2014 com o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB). A favor do gestor municipal, está seu forte capital político em Natal e uma administração que, apesar de problemas recentes e da crise econômica, é regularmente avaliada como positiva pelos natalenses.

Pesa contra o prefeito, contudo, sua ligação com o ex-ministro e primo Henrique Alves, que está preso há mais de cinco meses por envolvimento na operação Lava Jato. A mesma operação que levou Henrique para a prisão também implicou um secretário da gestão Carlos Eduardo: o então titular da Secretaria de Obras, Fred Queiroz. Ele também foi preso preventivamente, mas foi solto após fechar acordo de colaboração premiada.

Por fim, o nome mais recente na “pré-campanha” é o da vereadora de Grossos Clorisa Linhares. Como aspecto negativo, está o fato de ela ainda ser “desconhecida” em outras regiões do estado que não a Costa Branca, onde é vereadora. No entanto, suas opiniões contundentes e a experiência em outras funções vêm lhe gabaritando para a disputa. Ex-agente do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte, casada com um delegado de Polícia Civil e servidora do Poder Judiciário, Clorisa é advogada e contabilista.


Emendas via FPM podem garantir mais 9 Bilhões à Prefeituras

Os repasses de recursos federais aos Municípios, segundo explicação da Secretária do Tesouro Nacional (STN), são efetuados por meio de transferências constitucionais, legais ou voluntárias. Dentro desse contexto, o movimento municipalista reivindica a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 61/2015, que trata da transferência de emendas para as Prefeituras. A matéria representa, pelo menos, mais R$ 9 bilhões para os governos locais.

Uma das pautas prioritárias da Campanha Não deixem os Municípios Afundarem, o texto da PEC possibilita emendas individuais ao Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) da União para repasse de recursos diretamente aos Fundos de Participação dos Estados e dos Municípios (FPE e FPM). De acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), além de promover melhor distribuição de recursos, a PEC também diminuiu a burocracia e simplifica a relação entre os Entes federados. 

Conforme explica o presidente da Confederação, Paulo Ziulkoski, na elaboração da peça orçamentária, cada um dos 513 deputados e 81 senadores podem sugerir a alocação de emendas de até R$ 15 milhões cada. Mas a liberação dos recursos depende do Executivo. Ele sinaliza que apenas 12% das emendas impositivas, que são de execução obrigatória, foram pagas até setembro deste ano. 

Veja mais AQUI.



Governo Temer quer reduzir gastos e ameaça o programa Farmácia Popular


Um dos mais conhecidos programas do Ministério da Saúde, o Farmácia Popular, iniciativa que oferta medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto, deve passar por mudanças. Para o setor farmacêutico, as medidas o colocam em risco. 

Após fechar cerca de 400 farmácias da rede própria que mantinha no programa, o governo quer agora mudar o modelo de pagamento para farmácias particulares credenciadas. Hoje, há cerca de 30 mil estabelecimentos que ofertam os medicamentos no Aqui Tem Farmácia Popular, nome dado ao eixo do programa na rede particular. 

Para o ministro Ricardo Barros (Saúde), o objetivo é reduzir gastos, tidos como mais altos do que na compra centralizada de remédios no SUS. 

Representantes do setor e sanitaristas, porém, dizem que as novas propostas colocam o programa em xeque. 

Hoje, farmácias recebem um reembolso do governo a cada produto dispensado, com base em uma tabela de valores de referência pré-definidos para cada um deles. 

O governo quer renegociar esses valores. De acordo o ministro, a ideia é propor um novo cálculo, definido por um preço base no atacado e 40% de margem para compensar os custos de aquisição e distribuição dos produtos. Hoje, não há uma margem padrão, o que leva à diferença de valores, justifica. "Vamos atualizar os preços para esse momento de mercado", disse à Folha.

Veja mais AQUI.

Esposo da prefeita de Mossoró, Carlos Augusto Rosado teria se negado a cumprimentar e conversar com Agripino Maia em Messias Targino.


O casamento do ex-deputado federal João Maia com a prefeita de Messias Targino, Shirley Targino serviu para revelar que as relações entre o senador José Agripino e o marido da prefeita de Mossoró e ex-governadora Rosalba Ciarlini não está nada bom.

Segundo uma fonte do Blog do Primo, o primeiro-cavalheiro de Mossoró, Carlos Augusto Rosado recusou um cumprimento do senador José Agripino.

Municípios não conseguem cadastrar propostas do Cartão Reforma


Inúmeras foram as reclamações dos gestores municipais, relatando dificuldades para cadastrar propostas no Sistema Eletrônico do Programa Cartão Reforma. Em contato com o Ministério das Cidades (MCidades), a CNM esclareceu que as dificuldades são por causadas problemas técnicos e o prazo termina pouco a mais de um dia.

O sistema é gerenciado pelo MCidades, e as falhas impedem o cadastramento de propostas por parte dos Entes. A CNM alerta que a morosidade em solucionar o problema técnico pode trazer impactos negativos aos Municípios, inclusive a não apresentação de propostas dentre do prazo, que termina neste domingo, 19 de novembro. 

Em resposta a entidade, o ministério informou que está atendendo as dúvidas por e-mail. A CNM recomenda, que os Municípios registrem oficialmente suas dificuldades por meio do e-mail snh-dmh@cidades.gov.br.

Ao tomar conhecimento dos impedimentos, a CNM protocolou ofício no Ministério das Cidades solicitando a prorrogação do prazo, em virtude dos problemas técnicos do sistema. O documento protocolado na tarde desta sexta-feira, 17 de novembro, oficializa a informação que os Municípios não conseguiram cadastrar suas propostas. Até o final da tarde, o órgão ainda não havia se manifestado. 

Veja o ofício AQUI. 

Traída por Kelps Lima outras legendas acenam para Priscila


“Resistirei a todas as adversidades, traições, manobras e artimanhas que surgirem pelo caminho”. A declaração é da empresária Priscila Müller (SDD), pré candidata a deputada estadual que teve o seu nome “cassado” pelo deputado estadual Kelps Lima como candidata à Assembleia Legislativa pela legenda do Solidariedade, partido presidido pelo parlamentar no Rio Grande do Norte. Priscila Müller, no entanto, anunciou na noite desta quinta-feira (16) que irá manter o seu projeto político e já iniciou o processo de conversação com outras agremiações partidárias, interessadas em abrigar a sua postulação.
Apontada como umas das promessas de renovação na Assembleia Legislativa em 2018, a empresária, ainda filiada ao Solidariedade, lançou-se candidata a deputada estadual a convite do próprio Kelps Lima. No entanto, segundo acredita Priscila Müller, o crescimento de sua candidatura em todas as regiões do estado teria “assustado” o dirigente do Solidariedade, que optou por “cassar” a sua postulação no âmbito do partido.
Segundo ela, a “cassação” da sua candidatura foi anunciada por Kelps Lima, através de uma mensagem de Whatsap, na qual o parlamentar comunicou que a empresária não contaria mais com a legenda para o seu projeto político. “A minha eleição para deputada estadual pelo Solidariedade era um projeto partidário e não individual. A construção de um projeto político não se dá somente pela vontade própria. Temos um grande grupo que acredita e que tem trabalhado com afinco para tornar o sonho de uma boa parcela da população potiguar realidade. Não desistirei da lutam, nem aceitarei posturas despóticas”, reagiu.
Em nota interna do Solidariedade, Kelps justifica como motivo para excluir a pré candidata, o fato de o irmão dela, prefeito de Caiçara do Rio do Vento, filiado ao PMDB, não ter se desfiliado e ingressado no Solidariedade.
INDIGNAÇÃO
Indignada com a postura do parlamentar e líder do Solidariedade no RN, Priscila Müller, emitiu nota estranhando o fato de ter sido informada da sua exclusão através de mensagem de whatsap. “Importante esclarecer que o nosso presidente, ao me convidar para ingressar no sdd, me abrindo espaço para a pré candidatura, o fez pessoalmente, em conversa olho no olho com um sorriso largo no rosto. O que estranho e lamento profundamente é que não houve a mesma postura ao me excluir do partido. A decisão do presidente fere profundamente, os princípios tão defendidos por ele de novas posturas, com ética, transparência e acima de tudo a verdade”.
Mais adiante, Priscila Müller informa que “mesmo filiada ao sdd, não me foi dado o direito de expressão quando fui retirada de forma sumária do grupo do partido, numa clara demonstração do que o que se prega pelo presidente não é exatamente o que se faz. Disse ao deputado Kelps que me sentia perseguida e discriminada ao que recebi dele como resposta: “você tem todo direito de se sentir como quiser”. Mais uma vez lamento, afinal, a discordância é fator prioritário para a boa e salutar convivência política”.
Priscila Müller disse que mantem firme o propósito de continuar com o projeto político. “Estamos conversando com outros partidos, que acreditam em nosso projeto. Estou determinada em continuar com o nosso sonho de contribuir para uma mudança real na forma e na condução do fazer política no estado”, ressaltou.

Municípios recebem na próxima segunda-feira (20) mais uma parcela do FPM com queda de 7,23% em relação ao mesmo período de 2016


Na próxima segunda-feira, 20 de novembro, os Municípios recebem o repasse do segundo decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O montante transferido será de R$ 602.119.486,82, já descontada a dedução do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, em valores brutos, isto é, incluindo a dedução do Fundeb, o valor é de R$ 752.649.358,53.

De acordo com um levantamento feito com base em repasses anteriores do FPM, o segundo decêndio de novembro de 2017, comparado com mesmo período de 2016, apresentou queda de 7,23% em termos nominais, ou seja, levando em conta os valores sem considerar os efeitos da inflação. Por sua vez, o montante apresenta crescimento de 3,54% em comparação ao ano anterior quando são somados os dois decêndios.

Já o valor real do repasse do segundo decêndio de novembro em relação ao mesmo decêndio de 2016 representa queda de 9,51% quando são consideradas as consequências da inflação. Entretanto, o acumulado dos dois decêndios apontou crescimento de 1% em relação ao ano anterior.


TCE mantém posição e Estado está desautorizado a fazer saques no Funfir


Após o Governo do RN ter demonstrado interesse em realizar novos saques no Fundo Previdenciário do Estado (Funfir), o Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE-RN) encaminhou nota à imprensa onde declarou que está mantendo o seu posicionamento revelado no último mês de setembro, quando proibiu o Poder Executivo de fazer novas investidas na verba do Fundo, apesar do próprio estar justificando a retirada da verba com o pagamento dos servidores inativos estaduais.

Desta maneira, a Corte de Contas potiguar confirma que, caso o governador Robinson Faria (PSD) insista na ideia de fazer novos saques no Funfir, ele será penalizado com o pagamento de uma multa no valor de R$ 3 mil por cada dia que o dinheiro passar longe dos cofres do Fundo Previdenciário. Ou seja, se o saque realmente for feito e o Governo do Estado demorar pelo menos um mês para repor o valor, terá que desembolsar algo em torno de R$ 90 mil para quitar a multa, além, obviamente, do valor que for retirado do Fundo.


Em muitos estados, o PMDB tem caciques envolvidos em crimes de corrupção


O PMDB é uma união de caciques regionais, que comandam os respectivos feudos políticos com completa autonomia e que, eventualmente, se reúnem para planejar ações no plano federal. É essa capilaridade que torna o partido essencial para qualquer governo instalado no Palácio do Planalto. Excepcionalmente, o partido vive, agora, seu momento de protagonismo no plano nacional, com Michel Temer. Mas a legenda, que tem a maior bancada da Câmara e do Senado, tem sido alvo da Lava-Jato. Só nesta semana houve operações e prisões no Rio de Janeiro e no Mato Grosso do Sul. Mas os estragos não ocorreram apenas lá. O partido está na mira na Bahia, no Ceará, no Rio Grande do Norte, no Rio Grande do Sul, no Pará, em Roraima, em Rondônia, em Goiás, em Alagoas, no Ceará e no Maranhão.

Veja mais AQUI.

Servidores do Estado fecham a BR-101 durante protesto em Natal


Servidores da Saúde e da Educação do Estado do Rio Grande do Norte fecharam na tarde desta quinta-feira (16) a BR-101 no sentido Natal-Parnamirim, próximo à passarela do bairro de Potilândia, na Zona Sul. Os servidores estão em greve em virtude e atrasos salariais aos funcionários públicos do RN.

Os manifestantes afirmam que o ato de impedir o trânsito na BR foi iniciado porque os representantes da categoria não têm conseguido manter diálogo com os representantes do Poder Executivo. Os servidores estão há dias acampados em frente à sede da Governadoria, no Centro Administrativo. A Polícia Rodoviária Federal foi acionada e enviou uma equipe ao local.
  

Prefeitura de Olho do Borges retoma obra de Saneamento Básico


A prefeitura municipal de Olho D’água do Borges através da Secretaria de Obras e infra estrutura, retomou a obra do Saneamento Básico no município, que já se encontra em ritmo acelerado com homens e maquinas trabalhando a todo vapor.

Essa obra se encontrava paralisada a mais de dois anos, e fazia parte do rol de mais de uma dezena de obras inacabadas deixa pela  gestão do ex-prefeito Brenno Queiroga, e que estão agora sendo retomadas pela gestão da prefeita Maria Helena, que, com sua equipe de engenharia vem acompanhado de perto as obras que estão sendo realizadas no município, inclusive, a referente ao saneamento básico.

“Essa obra é de grande importância para o município, e graças ao empenho da nossa gestão, ela foi retomada, chegando agora em uma etapa importantíssima. O saneamento básico representa mais saúde para a população. A conclusão  dessa obra é uma das prioridade da nossa gestão. Disse a prefeita Maria Helena.

Fonte: Assecom/ODB.










 
Copyright © 2010-2013 Blog do Gilberto Dias | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento » RONNYdesing | ronnykliver@live.com - (84)9666-7179