Olho D'água do Borges/RN -

Discurso de ocasião é certeza de calote eleitoral

Vou solucionar o problema da segurança. Como?
Vou garantir ensino público de qualidade. Como?
Vou assegurar ao cidadão acesso aos serviços de saúde pública. Como?

Essas três áreas, de importância vital para o cidadão que depende do serviço público, são as “armas” que os candidatos a governador do Rio Grande do Norte usam para cabalar votos.

Prometem, prometem, prometem… Porém, sem apresentar projeto concreto que possa transmitir um mínimo de confiabilidade. Discurso de ocasião, de palanque, para ser mais preciso.

Por que os candidatos não conseguem ser honestos? Por que não dizem, enquanto candidatos, que não terão condições de solucionar esses graves problemas em quatro anos de mandato? Por que não falam que esses problemas não têm solução em curto prazo e que o cidadão terá de sofrer um pouco mais para ver esses serviços funcionando de forma plena? Não seria honesto?  Seria, claro.

No entanto, eles só pensam em ganhar o voto de qualquer forma, inclusive vendendo falsos sonhos.

Vejamos:
A crise na segurança pública não tem solução em curto prazo. Nem é problema exclusivo do Estado do Rio Grande do Norte. Faz parte de um sistema falido nacional, com raízes em outras áreas, como educação, saúde e social, que acabam, com as suas deficiências históricas, afetando o cidadão e o deixando à margem da sociedade.

O que acontece hoje no Rio Grande do Norte, com a escalada da violência vitimando as pessoas como um todo, de bem e bandidos, é consequência do que não foi feito nas últimas décadas, e muito provavelmente continuará assim pelos próximos anos. A crise no setor não se resolve no estalar de dedos. Quem promete isso, está enganando ou tentando enganar o eleitor.

A saúde agoniza na UTI há pelo menos 20 anos. Basta fazer uma pesquisa nos arquivos de jornais para ver reportagens mostrando o caos nos principais hospitais públicos do Estado, com filas intermináveis, mulheres parindo nas calçadas, falta de médicos, remédios e de materiais básicos.

Para resolver esse problema, é preciso, além de um plano bem elaborado, tempo longo, para ser implantado. Apenas dizer que vai resolver é discurso flácido.

O mesmo se aplica na Educação, que, aliás, é uma das poucas áreas com pontos favoráveis. No atual governo, a Educação avançou, sob todos os aspectos. Isso é incontestável. Mesmo assim, ainda há muito a se fazer, e não é apenas com discurso de palanque que o ensino público de qualidade será consolidado.

Portanto, cuidado com o blablablá. Eles querem apenas o seu voto.


Fonte: Cesar Santos

Henrique e Robinson estão empatados em Natal, aponta pesquisa do Seta

A corrida eleitoral para o governo segue acirrada e aberta em Natal. É o que aponta a mais nova pesquisa do Seta Instituto divulgada hoje (22) em parceria com o portal Nominuto.com. Na estimulada, Henrique Alves (PMDB) obteve 29,4% das intenções de voto na capital, seguido de perto por Robinson Faria (PSD) com 27,5%, numa clara situação de empate técnico.

Simone Dutra (PSTU) aparece em terceiro com 4,6% das preferências; Robério Paulino (PSOL) tem 3,8%; e Araken Farias (PSL) registra 2,9%. Brancos, nulos e nenhum somaram 16,6%; e não sabe ou não respondeu 15,2%.
O Seta Instituto ouviu 800 eleitores entre os dias 16 e 17 de agosto nas quatro zonas administrativas da capital. A margem de erro é de 3%, para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa Nominuto/Seta foi registrada no TRE-RN com o número 00014/2014.

Espontânea
Na pergunta espontânea para o governo, Henrique Alves obteve 24,2% das preferências. Robinson Faria vem logo em seguida com 21,8% das intenções de voto, mantendo o empate técnico em relação ao candidato do PMDB.
 
Simone Dutra registrou 4,2% das citações; Robério Paulino 2,9%; e Araken Farias 2,2%. Brancos, nulos e nenhum somaram 23,3%; e não sabem ou não responderam 21,4%.
Rejeição
Henrique Alves registrou maior rejeição, com 22,2% das citações. Robinson Faria é o segundo maior rejeitado, com 19,4%.
Robério Paulino é rejeitado por 12,7% dos entrevistados do Seta Instituto; Simone Dutra por 4,8%; e Araken Farias por 4,9%. Brancos, nulos e nenhum somaram 20,2%; não sabe ou não responderam 15,8%.
  

Fonte: Nominuto

Judiciário do RN se encaminha para o caos com falta de magistrados, diz OAB

O presidente da seção do Rio Grande do Norte da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN), Sérgio Freire, considera que a falta de a falta de juízes e defensores públicos no estado é a principal dificuldade no processo de democratização da Justiça em território potiguar. “O judiciário do RN se encaminha para o caos com a falta de magistrados”, declara. O tema está sendo debatido na VII Conferência Estadual da OAB/RN, que ocorre de 20 a 22 deste mês.
Sérgio Freire ressalta que o estado possui poucos defensores públicos e não há servidores no judiciário potiguar suficientes para atender a demanda, o que torna difícil o acesso da população em geral à Justiça. “O judiciário do RN também tem um déficit de 100 vagas para magistrados para atuarem no interior do estado. E sem juízes, não há Justiça, os processos travam”.
A democratização do sistema judiciário é o tema principal que vem sendo debatido na VII Conferência Estadual da OAB/RN. Segundo o presidente da seção potiguar da Ordem, é preciso que o judiciário tenha uma melhor transparência no trato com o público. “Gostaríamos, inclusive, que os advogados pudessem ter voz na elaboração do orçamento do judiciário, de forma que ele não venha a atender somente interesses corporativos”.
Outro ponto de debate nessa conferência, de acordo com Sérgio Freire, é uma adequação no ensino do Direito à realidade atual. “Estamos vendo que é necessário que a educação jurídica seja mais próxima da realidade. Um exemplo disso é que a prática de conciliação e mediação foi inserida na grade curricular no ensino do Direito recentemente. Ou seja, até bem pouco tempo, os bacharéis tinham um espírito mais de gerar demandas judiciais do que de conciliar”.
Segundo o presidente da OAB/RN, as ideias debatidas no evento estadual irão contribuir para a XXII Conferência Nacional dos Advogados, que acontecerá no Rio de Janeiro no próximo mês de outubro.
Fonte: Portal no Ar

Servidores do TRE, TRT e Justiça Federal iniciam greve no RN


Os servidores do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e Justiça Federal do Rio Grande do Norte deram início a uma greve por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (21). De acordo com Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte (Sintrajurn), grande parte da caterogira deve aderir ao movimento, que reivindica reajuste salarial, contratação de novos profissionais e melhoria nas condições de trabalho. O início da paralisação acontece com um ato em frente ao prédio do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na Praça André de Albuquerque, no centro de Natal.

A paralisação foi marcada durante uma assembleia da categoria na última sexta-feira (15). A categoria pede a inclusão do reajuste salarial com base na Lei de Diretrizes Orçamentárias até o dia 31 de agosto, prazo final para a Presidência da República encaminhar ao Congresso a proposta orçamentária da União para 2015.

Com a adesão, o RN segue o estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso, Bahia e Rio de Janeiro, que já deram início ao movimento. Segundo Leandro Gonçalves, coordenador geral do Sintrajurn, apenas 30% dos serviços devem funcionar a partir do início da paralisação. "Vamos trabalhar para garantir que 30% dos nossos serviços continuem operando. Assim como recomendamos que as demais categorias sigam essa determinação, também vamos obedecer", disse ele.

Ainda de acordo com o representante do Sintrajurn, os trabalhadores esperam que o governo cumpra com as reivindicações. Enquanto o Governo Federal continuar intransigente, vamos manter a paralisação", disse ele.

Uma assembleia no próximo dia 30 já está agendada pela categoria. A pauta os desdobramentos do movimento.


Fonte: G1/RN 

Governo cria coordenadoria para integrar ações de combate a crimes no Nordeste

Uma portaria do Ministério da Justiça publicada no Diário Oficial da União de hoje (21) institui a Coordenadoria Integrada de Segurança Pública do Nordeste. Formado por representantes de órgãos federais e dos nove estados nordestinos (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe), o grupo atuará como um fórum de segurança pública, de natureza executiva e deliberativa, cujo objetivo é promover a integração entre os órgãos e instituições para enfrentamento às ações criminosas na Região Nordeste.

Nos últimos anos, especialistas têm abordado a disseminação da violência pelas várias regiões do país, especialmente no Nordeste. Divulgado no mês passado, o Mapa da Violência 2014 mostra que, entre os anos de 2002 e 2012, a taxa de homicídios no Nordeste quase duplicou, com destaque negativo para o Maranhão, a Bahia e o Rio Grande do Norte, onde as ocorrências mais que triplicaram. Na região, nesse período, o único estado que conseguiu reduzir o número de assassinatos foi Pernambuco, onde o número de casos diminuiu cerca de 25%.

Entre os representantes federais na coordenadoria estarão servidores das secretarias Nacional de Segurança Pública (Senasp) e Extraordinária de Segurança Para Grandes Eventos (Sesge), ambas do Ministério da Justiça; da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

A coordenadoria contará com comitês regionais e comissões estaduais de segurança pública. Os comitês avaliarão as atividades  e atuarão como órgão consultivo. As comissões deverão organizar oficinas sobre temas estratégicos no combate às organizações criminosas, além de garantir o intercâmbio de informações entre os órgãos integrantes e eleger ações prioritárias.


Fonte? Agencia Brasil 

Nem de graça: O candidato a deputado federal Cição Bandido tocou fogo nos santinhos que Henrique Alves mandou pra ele

Cição Bandido e Henrique Alves
 Candidato a deputado federal pelo PHS o agricultor caicoense Cícero Vale, conhecido por Cição Bandido, não gostou nadinha do seu partido ter lhe encaminhado material publicitário em que constava sua propaganda atrelada ao candidato a governador Henrique Alves (PMDB).
Utilizando as redes sociais, Cição publicou imagens onde consta o material sendo queimado e diz que fez a “distribuição” do material todo de uma vez.

Santinhos queimando
“Comecei a minha campanha só e dessa forma estou até agora. Não recebi apoio financeiro de ninguém, e a única coisa que me mandaram foi alguns “santinhos”, ao lado de um candidato que eu sempre critiquei por cruzar os braços diante das dificuldades enfrentadas pelo homem do CAMPO, em momento algum o candidato ao governo do Estado Henrique Alves foi solidário a minha causa, então porque eu ia sair pedindo voto casado pra ele? Hoje pela manhã fui a um lixão e de uma só vez distribuí todos os meus santinhos”, publicou o candidato.
O PHS é um dos partidos que apóiam a candidatura de Henrique Alves ao governo do Estado.

Fonte: Blog do Primo

Prefeito se nega a pagar piso salarial

Os servidores de Apodi estão uma “arara” com o prefeito Flaviano Monteiro, que é do PC do B. A categoria reclama que, desde janeiro, ele não cumpre o Plano de Cargos, Carreira e Salários, além de não pagar o piso salarial dos servidores da Educação e Saúde. A decepção se torna ainda maior porque os servidores tinham em Flaviano a esperança de melhor tratamento ao serviço público.

Fonte: Cesar Santos

Evangélica causa polêmica ao participar do concurso de Miss Bumbum.


A candidata de Rondônia ao título de Miss Bumbum 2014, Rebeka Francis, se deparou com um caso de preconceito nesta semana. Na entrada do prédio onde mora, a modelo, que é evangélica, se deparou com a seguinte pichação: ‘Miss Bumbum do Capeta’. A frase refere-se ao fato de a modelo seguir a religião evangélica desde muito nova. "As pessoas são maldosas e acabam não tendo noção de seus atos”, disse ela ao Ego.

Ainda durante a conversa, Rebeka contou ainda que a família não apoia a ideia, mas ela quer seguir na disputa até o fim.

“Quando entrei no concurso, foi para ir até o fim. Posso sensualizar, sim, sem problema nenhum, mas uma coisa é o concurso, outra é a minha religião. Jamais vou sensualizar em uma igreja. Não estou me vendendo, nem nada parecido. Sou empresária, estudante e participante de um concurso, mas as pessoas com certeza vão me julgar como pecadora. Quem não tem pecado que atire a primeira pedra. Sei que Deus sabe meu coração e meus sonhos, o que me importa é ir buscar a palavra e alimento para meu espírito”, afirmou. 

Reportagem iBahia


Ataques e propostas marcam primeiro debate entre candidatos ao Governo do RN


O primeiro debate entre os candidatos ao Governo do Estado do RN, realizado na noite desta quarta-feira (20) pela 95 FM, no auditório da CDL Natal, foi dividido entre propostas e ataques a Robinson Faria (PSD) e, principalmente, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

“Acho natural. O primeiro nas pesquisas sofre mais ataques. Agora, é importante destacar que o eleitor não quer esse tipo de debate, com ataques, quer propostas, quer saber como vai funcionar a educação, saúde, infraestrutura”, comentou o candidato do PMDB à reportagem do portalnoar.com.

Apresentado pela jornalista Juliana Celli, o debate foi dividido em quatro blocos, sendo dois deles para perguntas sobre assuntos previamente estabelecidos e para que os candidatos perguntassem uns aos outros, através de sorteio. Mesmo com temas estabelecidos, os candidatos usavam parte das respostas para ataques.

“O eleitor tem que saber sim. Esse modelo de debate aqui de hoje é o ideal”, comentou Robério Paulino.

Para Robinson Faria, a discussão foi produtiva e conseguiu promover a debate de ideias. “Muito bom o debate. Serviu para que diferentes pontos de vista pudessem ser mostrados”.
Araken Farias lamentou os ataques. “O eleitor está interessado em propostas. Propostas!”, frisou. Simone Dutra deixou o auditório antes de falar com a reportagem.



Matrículas para aprovados no PSVI da UERN, com entrada no 2º semestre,começam hoje

A Comissão Permanente de Vestibular (COMPERVE/UERN) alerta os candidatos aprovados no Processo Seletivo de Vagas Iniciais (PSVI 2014), com entrada no segundo semestre, para o período de matrículas.

A matrícula institucional e a matrícula curricular nos cursos de graduação da UERN serão realizadas nos dias 21 e 22/08/2014 em primeira chamada. (Clique aqui e veja a relação de locais e horários). A lista de documentos exigidos consta no Edital Nº 06/2014.

As vagas não ocupadas após a primeira chamada dos convocados para ingresso no segundo semestre letivo de 2014 (2014.2) serão preenchidas mediante utilização da lista de espera, em segunda e última chamada.

A relação dos classificados em lista de espera em segunda e última chamada será divulgada no dia 25/08/2014. Os candidatos deverão fazer sua inscrição em lista de espera, única e exclusivamente no dia 26 de agosto de 2014, das 9h às 23h59, através de formulário online acessando o endereço eletrônico da COMPERVE (www.uern.br/comperve).

A lista com os convocados para preenchimento de vagas remanescentes será divulgada no endereço eletrônico da COMPERVE no dia 27 de agosto de 2014, a partir das 9h. As matrículas institucional e curricular para os convocados nessa relação serão realizadas no dia 29 de agosto de 2014.

O semestre 2014.2 inicia no dia 08 de setembro de 2014 com o Planejamento Pedagógico. As aulas iniciam no dia 15 de setembro de 2014.

AGECOM/UERN


Rosalba diz a ministro que seu partido não lhe quer mais


Com presença dos prefeitos de Natal, Carlos Eduardo, de Parnamirim, Maurício Marques, e de Mossoró, Francisco José Júnior, o ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, assinou contratos junto à Caixa Econômica para execução de projetos de saneamento nos três municípios.
Superintendente da CEF no RN, Sérgio Roberto Linhares também recebeu o ministro Garibaldi Filho e a governadora Rosalba Ciarlini.
Em seu discurso, Rosalba agradeceu à presidente Dilma Rousseff pelos recursos que seu governo tem mandado para o Rio Grande do Norte, e sem discriminar por ela ser do DEM.
“Partido que nem me quer mais…”, disse Rosalba com um risinho no canto da boca…

Fonte: Thaisa Galvão

Educação do Governo Rosa reconhecida por candidato adversário

A secretária de Educação do governo Rosalba Ciarlini, a professora Bethânia Ramalho, não deverá deixar o cargo caso o governador eleito seja o deputado Henrique Alves (PMDB).
O trabalho de Bethânia à frente da Secretaria vem sendo reconhecido por gregos e troianos.

A permanência dela no cargo não significa indicação da Rosa no suposto governo Henrique.
Puro mérito da secretária.

Fonte: Thaisa Galvão


PSB oficializa chapa Marina/Beto

O PSB oficializou na noite desta quarta-feira (20) a ex-senadora Marina Silva como candidata do partido à Presidência da República e o deputado federal Beto Albuquerque como candidato a vice.

Marina, que antes era candidata a vice na chapa, irá substituir Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo na quarta-feira passada (13), em Santos, no litoral paulista.

A decisão foi tomada após reunião do partido e com representantes da coligação Unidos pelo Brasil. O PSB tem agora até o dia 23 para registrar a nova chapa na Justiça Eleitoral.  Mais cedo, Beto Albuquerque disse que Marina e ele serão fiéis aos compromissos do PSB e aos projetos de Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco, ex-dirigente do partido e avô de Eduardo Campos.

“Marina vai cumprir os acordos firmados pelo ex-governador Eduardo Campos. Marina e Beto não vão fazer o que querem. Vão fazer o que Brasil exige e precisa, e o que o povo quer. Isso está expresso no nosso programa de governo. E este é o nosso compromisso”, afirmou o deputado.

Agência Brasil


Vinda de Dilma Rousseff ao RN é motivo de dúvida entre os partidos de sua aliança

Ainda não está confirmada a vinda da presidente Dilma Rousseff (PT) ao Rio Grande do Norte. A candidata a reeleição colocou o RN na rota de campanha, mas não há data definida nem previsão de quando ocorreria. É o que contou a candidata ao Senado, Fátima Bezerra (PT).

“O Rio Grande do Norte está no roteiro de campanha da presidente Dilma, mas ainda não tem data definida de quando ela vai vim”, declarou Fátima.

Já o candidato a vice-governador na chapa de Robinson Faria (PSD), Fábio Dantas (PCdoB), acredita que Dilma Rousseff não irá visitar o estado nesse período eleitoral. O partido da presidente apoia a candidatura de Faria.

“Acredito que Dilma não vem, porque aqui no estado o palanque é dividido. Dois partidos daqui a apoiam. Mas devem vim outras lideranças do PT até o final da campanha”, afirmou Fábio Dantas.

O adversário do PSD na candidatura ao Governo do Estado, o PMDB do candidato Henrique Alves é um dos principais aliados do PT em nível nacional, inclusive integra a chapa de Dilma com seu vice Michel Temer. Essa situação causa desconforto entre os aliados locais o que impedira um palanque único numa eventual visita.


TRE impede uso da imagem de Eduardo Campos por rivais

O TRE-PE (Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco) decidiu barrar a utilização da imagem de Eduardo Campos (PSB) por adversários do partido sem autorização prévia.

O pedido para impedir a utilização da imagem partiu da família de Campos. A viúva do político, Renata Campos, alegou que a imagem do ex-governador de Pernambuco deve ser vinculada apenas pela legenda.

Campos morreu na última quarta-feira em um acidente aéreo na cidade de Santos, litoral de São Paulo. O jato do candidato do PSB perdeu a sustentação e atingiu uma região residencial. Ele, os dois pilotos e quatro membros da campanha perderam a vida.

A vice de Campos, Marina Silva, será oficializada como candidata em seu lugar, com o deputado Beto Albuquerque como vice.

Contribuinte banca maior parte das campanha

Enquanto brasileiros reagiam indignados ao “financiamento público de campanha”, discretamente os políticos engordaram o “fundo partidário”, abastecido com recursos do Tesouro. Em 2004, ao ser instituído, o fundo tirou R$124,8 milhões do bolso do contribuinte. Isso foi aumentando até saltar de R$197 milhões, em 2010, para R$ 307,3 milhões em 2011. Em 2014, a previsão é que vai a R$ 364,3 milhões.

Do total, 5% do fundo é rateado entre todos os partidos registrados na Justiça Eleitoral, e 95% conforme a votação para deputado federal.

Vários partidos nanicos, sem qualquer expressão eleitoral, são mantidos pelos seus “donos”, interessados apenas no fundo partidário.

Até julho, os grandes partidos embolsaram a “parte do leão” do fundo: PT (R$ 29,4 milhões), PMDB (R$ 21 milhões) e PSDB (R$ 19,9 milhões).

Nanicos não têm votos, mas fazem festa com o fundo: PTC (R$ 1,3 milhão), PRTB (R$ 773 mil), PSDC (R$ 618 mil) e PEN (R$ 531 mil).

Fonte: Coluna Claudio Humberto


Henrique é vaiado em debate com estudante

O negócio foi muito feio hoje (19) no debate realizado pelo Colégio Contemporâneo entre os candidatos a governador do RN…
Os candidaturas das maiores e tradicionais forças politicas, Robinson Faria(representado pelo candidato a vice, Fábio Dantas) e Henrique Alves não agradaram em nada os jovens eleitores…Com propostas antigas e bordões os candidatos das maiores coligações terminaram levando vaias…
Para a maioria presente o candidato Henrique Alves foi o vencedor do debate no quesito vaia..
Já o candidato Robério Paulino foi muito aplaudido e demostrou mais consistência e domínio de suas propostas..


36 municípios do RN já pediram apoio de forças federais no dia da eleição

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte – TRE-RN, desembargador Amílcar Maia, encaminhou ao TSE pedidos feitos por 17 Juízos Eleitorais, representando 36 municípios, solicitando a atuação de Forças Federais nas Eleições 2014.
Os municípios que solicitaram tropas federais até agora são: Macaíba, Ielmo Marinho, Goianinha, Tibau do Sul, Espírito Santo, São José de Campestre, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento, Caicó, Carnaubais, Ipanguaçu, Mossoró, Serra do Mel, Baraúna, Apodi, Felipe Guerra, Itaú, Severiano Melo, Rodolfo Fernandes, Caraúbas, Umarizal, Olho D´Agua dos Borges, Luiz Gomes, José da Penha, Major Sales, Paraná, Monte Alegre, Lagoa Salgada, São Fernando, Timbaúba dos Batistas, Pendências, Alto do Rodrigues, Pedro Avelino, Cruzeta, São José do Seridó e Coronel Ezequiel.
Fonte: Thaissa Galvão

RN pode sofrer uma frustração de receita de R$ 2,35 bilhões até o final do ano

O Governo do Estado cancelou a reunião que realizaria com o secretariado, para definir quais áreas sofrerão os cortes anunciados no orçamento – no valor previsto de R$ 293.199.509,00, apenas nas contas do Executivo.  O encontro era previsto para a tarde de ontem, mas foi modificado para que a governadora – que esteve em Recife no domingo para o velório de Eduardo Campos – conclua a análise das projeções e planilhas apresentadas pela Secretaria de Planejamento e Finanças do Estado (Seplan) que apontam uma frustração de receita de R$ 2,35 bilhões até o final do ano.
Segundo a Tribuna do Norte, a assessoria de imprensa chegou a informar que divulgaria nota com a nova data, mas até o fechamento desta edição não havia definição. Nas secretarias de Planejamento e de Administração, funcionários comentavam que a realização do protesto dos trabalhadores rodoviários teria motivado o cancelamento. A expectativa era que a governadora e auxiliares indicassem quais áreas do Governo serão mais atingidas pelo contingenciamento, o que será priorizado e se a folha de pagamento de pessoal será mantida. O cancelamento, feito de última hora, pegou de surpresa alguns dos representantes do primeiro escalão que compareceram no horário marcado à sede do Executivo.

Garibaldi: “Henrique está assumindo muitos compromissos. Eu não teria essa coragem”

Com 18 partidos apoiando sua candidatura ao Governo, Henrique Eduardo Alves, do PMDB, tem ouvido nesta campanha uma série de pedidos de prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais e se comprometido com todos. A questão é que, são tantos, que poderão representar um problema para o peemedebista se ele não conseguir honra-los se eleito governador do RN. Pelo menos, foi isso que externou o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, ex-governador e aliado de Henrique nesta disputa.

“Em cada cidade que Henrique chega, é um novo pedido, é um compromisso que ele assume. Sinceramente, eu não sei se teria essa coragem de ser candidato assumindo tanto compromissos quanto ele. Acho que não teria essa coragem”, afirmou Garibaldi, que governou o Estado duas vezes.

A declaração de Garibaldi, feita durante o discurso dele em Umarizal, cidade que fechou a serie de visitas feitas pelos candidatos do grupo de Henrique no Oeste Potiguar neste final de semana, ocorreu logo após o prefeito da cidade, Mano dizer que, para apoia-lo, havia feito três pedidos e Henrique já se comprometeu com um: o Hospital de Umarizal. “Henrique terá uma responsabilidade imensa que é honrar com tudo isso”, acrescentou o ministro.

Além de ter vários prefeitos apoiando, vale lembrar, Henrique tem também muitos grupos políticos ao seu redor o que causou, até certo constrangimento em algumas cidades visitadas neste final de semana. Em Rodolfo Fernandes, por exemplo, Henrique é apoiado pelo atual prefeito e pelo ex, Chiquinho Germano. Como são adversários, somente o atual subiu no carro que levou o peemedebista pelas ruas da cidade.

Quando passou pela casa do ex-prefeito, entretanto, Henrique desceu do veículo e o cumprimentou. A atitude, vista como positiva por alguns, foi analisada como um constrangimento por outros, uma vez que ele deixou o atual prefeito sozinho no carro aberto. “Henrique precisará ter muito jogo de cintura para não desagradar ninguém”, afirmou um dos presentes na cidade.

É bem verdade que, caso seja eleito, como o próprio Henrique ressaltou em Umarizal, ele espera ter o apoio de 85% da Assembleia Legislativa, 75% da Câmara Federal e 100% do Senado. Pelo menos, da bancada potiguar nestas duas Casas. “Vamos ter 20 das 24 cadeiras da Assembleia, seis das oito da Camara e, com Wilma, todas as vagas do Senado”, previu Henrique, durante o discurso.

O parlamentar, também, fez questão de ressaltar que, se por um lado são muitos os compromissos, por outro, ele só é hoje candidato por ter conseguido tudo isso. “Sozinho, eu teria tentado a reeleição e, com certeza, teria assumido meu 12° mandato de deputado federal”, discursou Henrique, ressaltando que, ao seu lado, estão dois ex-governadores: Wilma e Garibaldi.

Fonte: Jornal de Hoje


 
Copyright © 2010-2013 Blog do Gilberto Dias | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento » RONNYdesing | ronnykliver@live.com - (84)9666-7179