Olho D'água do Borges/RN -

DESCASO: Alunos da rede municipal de Olho D'água do Borges estão sendo liberados das aulas por falta de gelagua.

Foto Ilustrativa
Uma fonte fidedigna informou ao blog ontem a noite que os alunos da Escola Municipal Maria Das Dores, estão sendo liberados no turno vespertino porque o gelagua está quebrado e os alunos além do calor que faz nas salas não tem água para beber e a solução mais "viável" encontrada é mandar os alunos pra casa. 

Vale lembrar que os alunos da zona rural parte deles estão vindo para as escolas por conta própria, pois a mais de uma semana os ônibos estão quebrados. 

A mesma fonte informou tambem que varios professores com contratos provisórios estão abandonando o trabalho por falta de pagamento. Já são de tres a quatro meses sem salários. 

Segunda feira tem mais sobre o desmanche de ODB. Aguardem

Os derrotados com Henrique

Quem perde força com a derrota de Henrique Alves (PMDB) nas urnas?

Primeiro, a política antiga, de conchavos em gabinetes, de imposição de caciques, de golpes, de desrespeito ao eleitor. Esse modelo desce a plano inferior, de onde nunca deveria ter saído. O cidadão-eleitor deixou claro que não tolera mais os acordos, negociatas e o mercado persa, onde o seu voto é colocado como moeda.

Segundo, o próprio Henrique. Ele deixará de ter mandato depois de 44 anos, o que, por si só, já representa uma grande mudança em sua vida pública e pessoal. Henrique perde a condição de líder, que, por consequência, será transferida para o ministro Garibaldi Alves Filho, e tem o futuro político comprometido. Não significa que está acabado, porém precisará recomeçar por uma via diferente daquela que lhe deu sustentação por quase cinco décadas.

Terceiro, o senador José Agripino Maia (DEM). Ele apostou todas as fichas na sucessão eleitoral dos Alves, como trampolim do seu projeto em 2018, que é a renovação do mandato, e se deu mal. Além da derrota, Agripino sai do processo com a imagem bastante avariada, devido à forma como conduziu o processo de eliminação da governadora Rosalba Ciarlini, a sua leal companheira política de 40 anos. Essa postura afastou o eleitor de Agripino, principalmente em Mossoró, o segundo maior colégio eleitoral do Rio Grande do Norte e principal base político-eleitoral de Rosalba. Na cidade, inclusive, o Democratas praticamente deixou de existir.

Quarto, a ex-governadora Wilma de Faria (PSB). Além de perder com Henrique, ela se viu rejeitada pela segunda vez na disputa ao Senado Federal. Wilma teve a chance de se compor com Robinson Faria (PSD), o governador eleito, mas preferiu o palanque dos Alves, adversários do passado e que ajudaram a destruir a sua imagem em todos os quadrantes do Estado. Wilma ainda é vice-prefeita de Natal, condição que muito provavelmente ela perderá nas eleições de 2016. O insucesso nas urnas lhe tirou a força para impor uma candidatura.

Quinto, o grupo liderado pela deputada federal Sandra Rosado (PSB). Ela e a filha, deputada estadual Larissa Rosado (PSB), ficarão sem mandato a partir de janeiro de 2015. A não renovação do mandato se deve muito à coligação pesada que foi formada para beneficiar Henrique Alves. Agora, Sandra e Larissa vão ter de sobreviver até 2016, quando tentarão voltar à tona na disputa à Prefeitura de Mossoró.

Sexto, o casal Fafá Rosado/Leonardo Nogueira. Foram engolidos pelos Alves e pelas urnas, ficando sem qualquer perspectiva de futuro. O grupo terá de repensar muito, para tentar voltar com possibilidades para 2016.


Apesar do estilo adesista, Deputado Raimundo Fernandes terá que se acostumar na oposição.

O Deputado Estadual, Raimundo Fernandes (PROS), que foi reeleito para cumprir mais um mandato no parlamento estadual. Na Assembleia Legislativa, ele sempre foi Governo , mas poderá estrear na oposição a partir de fevereiro.: 

É que com a eleição do deputado Galeno Torquato, principal ponte do governador eleito Robinson Faria na região, Raimundo perdeu a vaga de 'aliado'. E Galeno não aceita Raimundo no Governo, dizem fontes do Poder Legislativo."

O futuro é desanimador para o Deputado Raimundo Fernandes, que como parlamentar nunca quis experimentar uma atuação longe das "tetas" do governo. Pelo contrário, seu estilo adesista sempre lhe garantiu o amparo necessário por parte dos governadores eleitos.

Contudo, agora a situação é totalmente diferente, pois Raimundo Fernandes além de integrar a lista dos que abandonaram Robinson Faria quando ele rompeu com o atual governo, é um adversário ferrenho do Deputado eleito Galeno Torquato, considerado um dos principais aliados do novo governador.

Portanto, teremos a oportunidade de acompanhar o desempenho do Deputado Raimundo como oposicionista e sem a cobertura da máquina administrativa estadual, que tanto foi "sugada" ao longo desses anos. Tudo isso graças à força do voto livre e independente do povo potiguar!

Fonte: Politica Pauferrense

Do Blog: Ai fica o recado para a situação de ODB que também não sobrevive sem as tetas do governo e que alguns babões já alimentam a ideia de adesão ao governo Robinson a partir de janeiro.
Vamos aguardar pra ver.

Uma chapa que se comenta para 2016

Chapa que se comenta com crescente entusiasmo, em Pau dos Ferros, antecipa o que pode ser verdade em 2016.
Prefeito, Fabrício Torquato (DEM); vice, Bráulio Figueiredo (PMDB).
Os dois, é bom lembrar, foram adversários no pleito de 2012.
Fabrício elegeu-se. Bráulio, não.
Mas como a política é mesmo dinâmica, podem estar no mesmo palanque logo ali, bem ali…ó, em 2016.

Fonte: Carlos Santos


Rosalba garante pagamento do 13º salário dentro do mês

A governadora Rosalba Ciarlini garantiu à Tribuna do Norte o pagamento da folha de pessoal e da segunda parcela do décimo terceiro salário do funcionalismo estadual ainda dentro do seu mandato. Na ocasião, Rosalba afirmou que não haverá atrasos até o final do governo, mesmo mantendo o cronograma fracionado adotado desde setembro do último ano. “O restante do décimo será pago dentro do prazo estabelecido em lei, e a folha de dezembro também. O servidor pode ficar tranquilo”, garantiu a governadora.
O Governo realiza o provisionamento de recursos após medidas de contingenciamento adotadas nos últimos meses. Com a queda no repasse do Fundo de participação dos Estados e a desaceleração da economia em âmbito nacional, o Executivo enfrenta dificuldades financeiras com a perda na arrecadação. A frustração de receitas poderá chegar a R$ 2,35 bilhões até o final do ano, segundo projeção divulgada pela Secretaria de Planejamento.
Somadas as perdas, o Estado viu a folha crescer. A despesa com pessoal do Executivo, entre 2010 e 2014, aumentou 43,5 %, um acréscimo de R$ 1,46 bilhão no ano. O repasse aos Poderes aumentou 86%, mais de R$ 409 milhões. Ou seja, um aumento de quase R$ 2 bilhões no período, de acordo com dados da secretaria estadual de Planejamento.

Estudantes da zona rural de Olho D´água do Borges sofrem com a falta de Transporte Escolar

Os estudantes que moram na zona rural de Olho D’água do Borges, estão enfrentando dificuldades para terem acesso às aulas. Tal dificuldade está sendo imposta pela falta de transporte escolar. 

O problema vem se arrastando a mais de uma semana para os alunos das comunidade de Cardosos e adjacências, Brejo, e Cajazeiras que foi reestabelecido essa semana.

O motivo da falta do transporte escolar alegado são problemas mecânicos nos ônibus, mas,  segundo moradores das comunidades rurais e da cidade que conversaram comigo durante a semana, o assunto que rola aos quatros do municipio é que  o problema seria a falta de combustíveis.

Ai Vem as seguintes indagações:
1 – Enquanto concerta os ônibus o município não poderia botar outro transporte provisoriamente para substitui-los?
2 – Não seria muita coincidências todas essas linhas de transportes suspensas ao mesmo tempo por motivos mecânicos?
3 – Ou será que estes transportes estão parados pelo mesmo motivo que a ambulância do município se encontrava  parada numa oficina na cidade de Patu e que só depois de materia publicada neste blog foi resolvido? ( Veja mateira aqui )

Muito estranho!!!

Essa é a realidade de Olho D’água do Borges.



Derrotado em Pau dos Ferros, Getúlio assume: “Eleitor não obedece mais às lideranças”

O deputado estadual reeleito, Getúlio Rêgo (DEM), estava confiante no poder dele como liderança política e prometeu a Henrique Eduardo Alves (PMDB) a vitória dele em Pau dos Ferros. A derrota do peemedebista no primeiro e no segundo turno no município, porém, parece que fez o democrata repensar a situação. Agora, Getúlio já afirma que o eleitor está mais autônomo e não se deixa influenciar tanto como ocorria anteriormente.

“A eleição de 2014 foi diferente. A população não se pauta mais por lideranças políticas”, afirmou Getúlio Rêgo, reeleito para o 9º mandato na Assembleia Legislativa. Para o democrata, os políticos hoje não podem mais “se arvorar” como proprietários de voto. “O que se viu foi uma total autonomia do eleitor”, observou.

Getúlio Rêgo é uma prova dessa situação de autonomia do eleitor. Após declarar apoio a Henrique, em meio à polêmica união de “adversários em Pau dos Ferros”, o democrata trabalhou ao lado do filho, o ex-prefeito da cidade, Leonardo Rêgo, e do atual chefe do Executivo, Fabrício Torquato. Mesmo assim, no primeiro turno, o peemedebista perdeu para Robinson Faria (PSD) por uma diferença de cerca de 200 votos.

A situação mexeu com o “brio” de Getúlio Rêgo – e de Leonardo também – e a situação ficou ainda mais grave com o anúncio de Fabrício Torquato de que apoiaria Robinson. “Henrique vai dar uma lapada em Robinson em Pau dos Ferros”, afirmou Getúlio Rêgo, avisando que iria redobrar os esforços para garantir uma vitória expressiva do peemedebista na cidade.

O que aconteceu, no entanto, é a prova da autonomia do eleitor – ou, como Robinson afirmou, do “voto livre”. O candidato apoiado por Getúlio, por Leonardo e pelo lado peemedebista caiu de 5,7 mil votos, para pouco mais de 5 mil. Robinson, por sua vez, subiu de 5,9 mil, para 9,4 votos.


Robinson indica vice Fabio Dantas para coordenar a trânsição do novo governo

O governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), anunciará na próxima segunda-feira, provavelmente através de nota pública, a relação dos integrantes da equipe de transição do governo, que deverá ser coordenada, muito provavelmente, pelo vice-governador eleito, Fábio Dantas (PC do B), que já avisou que não será secretário de Estado para poder contribuir com o governo na condição de vice.

Será uma equipe reduzida, formada por quadros do PSD, PT e PC do B, além de membros do grupo responsável pela elaboração do plano de governo. Além de Fábio, a equipe de transição deverá ser integrada pela advogada Tatiana Mendes Cunha, que coordenou o plano de governo de Robinson, e indicados do PT.

Ao todo, a equipe deverá ter dez membros. A transição também será dividida em núcleos. A equipe estuda os meios de divulgação das informações à sociedade, o que poderá ser feito por meio de relatórios semanais, mensais ou quinzenais.


Celulares do RN terão nono dígito a partir de maio de 2015

A Anatel informou que, até 2016, todos os celulares do país terão o nono dígito. Essa medida foi tomada devido à escassez da oferta de novos números em grandes centros, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. E vai ser estendida ao restante do Brasil para padronizar os números e evitar confusão. O cronograma prevê a implantação do nono dígito em Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Piauí a partir de 31 de maio de 2015. Em 11 de outubro do ano que vem, começa a valer em Minas Gerais, Bahia e Sergipe.
A última fase de implantação acontece em 2016, mas ainda não tem data definida. Ela vai atingir os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rondônia, Acre, Goiás, Tocantins, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, além do Distrito Federal. Para implantar o nono dígito apenas em São Paulo, Rio e Espírito Santo, as operadoras tiveram que investir cerca de R$ 380 milhões. Nos cinco novos estados, ela vai custar R$ 58 milhões.

Câmara dos Deputados apoia “Novembro azul” de prevenção ao câncer de próstata


Pelo segundo ano consecutivo, o prédio do Congresso Nacional será iluminado de azul, ao longo de todo o mês de novembro, a fim de chamar a atenção dos homens para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.
A iluminação especial será inaugurada na segunda-feira, dia 3 de novembro, por volta das 19 horas, horário para o qual está previsto o fim da sessão solene em homenagem aos 26 anos do Dia Nacional de Combate ao Câncer – Saúde do Homem.

Presidente Dilma se reunirá com Robinson Faria na próxima semana

A presidente Dilma Rousseff receberá o governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), na próxima quarta-feira (05). Também participa do encontro o presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, e bancada federal eleita. O PSD também elegeu Raimundo Colombo governador de Santa Catarina.

Quem é Robinson Faria, Henrique?


Nos corredores da câmara federal o presidente e deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB) é quase sempre questionado com a seguinte pergunta:

Quem é esse Robinson Faria(PSD) que lhe derrotou para o governo do Estado do Rio Grande do Norte?
Não foi Robinson quem me derrotou. Foi Lula, responde Alves.
Hierarquicamente Henrique representa o terceiro poder do Brasil sendo presidente da câmara dos deputados.
Em tempo: Lula fez campanha para Robinson no RN.


Base governista de Robinson Faria na Assembleia já chega a 14 deputados

O número de deputados estaduais na base do governador eleito Robinson Faria já chega a 14 parlamentares. O cálculo é feito por assessores do alto escalão do futuro chefe do Executivo.

Foram eleitos na coligação “Liderados pelo Povo” seis deputados estaduais. No segundo turno, houve a adesão dos deputados reeleitos Gustavo Carvalho (PROS) e José Adécio (DEM). Mas após o resultado do pleito, o bloco contabiliza a chegada de novos parlamentares.


Pagamento de 91% dos servidores estaduais será creditado nesta sexta (31)

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) informam que o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de outubro será da seguinte forma:   Nesta sexta-feira (31), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores.


Também na sexta-feira vão receber os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;   No dia 10 de novembro, segunda-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores, que representam 9% do total.  93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado.

Reforma Política: Fátima assina projeto para plebiscito popular

Em seu retorno às atividades legislativas na Câmara dos Deputados, a senadora eleita pelo Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), assinou ontem (29), no plenário da Casa, o Projeto de Decreto Legislativo que dispõe a realização de plebiscito para decidir sobre a convocação de uma assembleia nacional constituinte para discutir exclusivamente a Reforma Política.
“As eleições de 2014 retomaram a necessidade da realização de uma Reforma Política no país. A iniciativa do plebiscito para que a população posso ser ouvida e opine que tipo de sistema político quer para o país é bem-vinda e muito saudável para o fortalecimento da nossa democracia brasileira”, declarou Fátima.
“Acredito que através do plebiscito a população vai decidir pelo fim do financiamento empresarial nas campanhas, que abolirá de vez a interferência do poder econômico dentro das eleições. Sabemos que essa reforma trará mais ética para a política, mais democracia, mais participação popular e, claro, mais combate a corrupção e a impunidade no país”, completou.

Deputado estadual eleito Rudson Lisboa pode ter diplomação barrada pela Justiça

Deputado estadual eleito pelo PSD, o ex-prefeito de Goianinha Rudson Lisboa (Disson) poderá não assumir o mandato impedido pela Lei da Ficha Limpa. Ele foi condenado por irregularidades em processos licitatórios referentes ao período em que administrou a cidade, de 2001 a 2004. Por isso, pode ser barrado.

Disson entrou com uma apelação no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para reverter a condenação. No entanto, os desembargadores que integram a Câmara Criminal do TJRN rejeitaram os argumentos da defesa, o que o deixa em situação complicada.

“Acordam os Desembargadores que integram a Câmara Criminal deste Egrégio Tribunal de Justiça, por maioria de votos, em consonância com o parecer da 3ª Procuradoria de Justiça, conhecer e negar provimento ao apelo, nos termos do voto da relatora. Vencido Des. Glauber Rêgo, que dava provimento ao apelo”, diz o acórdão de julgamento do apelo.

Em entrevista ao portalnoar.com, Disson se mostrou confiante em reverter essa decisão. O argumento jurídico usado por ele é de que o julgamento não ocorreu em última instância. “Foi uma decisão de uma Câmara do Tribunal e não do pleno”, enfatizou. Nossa equipe de reportagem tentou entrar em contato com o advogado Erick Pereira, que defende Rudson no caso, mas ele não atendeu nossas ligações.

Caso o deputado eleito não possa assumir o mandato, o titular da vaga será o primeiro suplente da coligação, Major Fernandes (PSD), que atingiu votação expressiva, representando policiais militares, civis e bombeiros na disputa eleitoral deste ano.


Diplomação dos eleitos no Rio Grande do Norte será dia 18 de dezembro.


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte definiu a diplomação dos eleitos para o dia 18 de dezembro. A solenidade ocorrerá no Centro de Convenções, às 17 horas, em Natal. 

O presidente do TRE, desembargador Virgílio Macedo, presidirá a solenidade, onde o Governador eleito Robinson Faria, o Vice-governador Fábio Dantas, a Senadora Fátima Bezerra e os oito deputados federais e 24 estaduais estarão sendo diplomados.

Entre os candidatos vitoriosos do Alto Oeste que serão diplomados, destaque para o Ex-prefeito de São Miguel, médico Galeno Torquato (PSD),  e para o pau-ferrense Carlos Augusto Maia (PTdoB). Ambos obtiveram êxito logo na primeira vez que entraram na disputa por um assento no parlamento estadual. 


Fátima Bezerra afirma que Robinson Faria vai receber ajuda do Governo Dilma


A senadora eleita Fátima Bezerra (PT) afirmou que, como representante do Estado no Senado, irá interceder junto ao governo federal para articular parcerias com o governo Robinson Faria (PSD). Prometendo ser uma senadora incansável na defesa do Estado em Brasília, a petista pretende ainda ampliar a atuação do campo exclusivo da Educação, para atuar também nas áreas de Segurança e Saúde.

“Também estarei à disposição do nosso governador Robinson para, no Senado, interceder junto ao governo Dilma e articular parcerias que resultem na melhoria das condições de vida do povo potiguar. Meu propósito é o de sempre, o de somar esforços e contribuir com muito trabalho para que o nosso Estado viva cada vez mais dias melhores”, afirmou a petista esta manhã, em entrevista a O Jornal de Hoje.

Ao avaliar o resultado das urnas, a senadora eleita disse que as vitórias da presidenta Dilma Rousseff e do governador Robinson Faria revelam o sentimento dos brasileiros de avançar ainda mais no País e, no caso dos potiguares, de fazer com que o Estado entre no trilho do desenvolvimento nacional.

“A maioria dos brasileiros disse sim ao projeto de desenvolvimento econômico sustentável, com inclusão social, geração de empregos, distribuição de renda e defesa dos interesses nacionais, ocorrido nos últimos 12 anos”, disse a petista.

Enquanto senadora, Fátima Bezerra expressou o sentimento de que os brasileiros e os potiguares podem esperar a continuidade do trabalho que permeou os 12 anos de sua vida pública de deputada federal e os oito de deputada estadual. “Dedicarei-me com a mesma seriedade e comprometimento”, frisou.

No Senado, a líder petista declarou que será uma parceira da presidenta Dilma Rousseff (PT) em favor da continuidade dos avanços na área social, de melhorias em saúde, segurança e desenvolvimento regional. “Vou me dedicar com afinco nos debates das reformas política e tributária, esta última um passo importante para o realinhamento do pacto federativo”.

Veja mais AQUI


Henrique Alves descarta ministério: “Vou experimentar ser político e empresário”

Após 44 anos na Câmara Federal (sendo os dois últimos como presidente da Casa Legislativa), Henrique Eduardo Alves, do PMDB, negou que deverá assumir algum ministério no segundo mandato de Dilma Rousseff, do PT, na Presidência da República. Segundo o ainda deputado federal (fica na condição até fevereiro), a intenção é cuidar das empresas da família e tentar circular mais pelo Rio Grande do Norte, Estado que ele ficou longe, justamente, devido ao trabalho em Brasília.

“Vou experimentar um pouco ser político e empresário. Vou fazer um pouco dos dois”, afirmou Henrique Alves em entrevista ao portal de notícias UOL. A possibilidade do presidente da Câmara Federal assumir um ministério no Governo Federal vem sendo levantada desde o domingo, quando ele foi derrotado por Robinson Faria (PSD) na disputa pelo Governo do Estado.

Contudo, essa hipótese ganhou mais força quando o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho (PMDB), anunciou que deixaria o cargo no próximo ano. Primo de Henrique, a saída de Garibaldi abriria espaço para uma nomeação do ex-candidato ao Governo, que ainda é bem visto e exerce forte liderança entre os peemedebistas, partido que divide com o PT a gestão federal.

Porém, é bem verdade que a relação entre Dilma e Henrique nunca foi das melhores. Em 2013, o peemedebista chegou a ser apontado pelos jornais nacionais como um dos motivadores de um rompimento entre as duas siglas e foi visto como um dos “símbolos” do fisiologismo na Câmara Federal, com a troca de cargos pela aprovação de matérias de interesse do Governo Federal. A crise, no entanto, foi amenizada pelo próprio Henrique, que foi um dos defensores da manutenção da aliança entre PT e PMDB na esfera federal, mesmo que ela não se repetisse no Rio Grande do Norte – o PT ficou com o PSD e o PMDB, com PSB e PSDB.

E o fato de lideranças nacionais petistas, como o ex-presidente Lula, ter pedido voto para o adversário de Henrique no Rio Grande do Norte, acabou sendo um ponto que causou real insatisfação do peemedebista. Segundo o UOL, inclusive, Henrique disse ter ficado “surpreso” e “incomodado” com a gravação de Lula no programa eleitoral de Robinson Faria. “Fui grande parceiro do presidente Lula, muito importante para o seu governo. Na época em que ele era presidente, meu partido tinha a maior bancada, eu era o líder. Conversamos muita coisa para ajudar”, afirmou o ex-candidato ao UOL.

A situação, pelo menos, estaria superada, segundo palavras do próprio Henrique. Contudo, não há interesse dele em assumir qualquer ministério no momento. “O deputado afirmou que agora irá se dedicar a dois assuntos: a gestão de suas empresas de comunicação no Estado (Tribuna do Norte, Rádio Globo e a InterTV Cabugi) e a união nacional e local do PMDB. Afirmou ainda que pretende circular mais pelo RN para evitar ser criticado pela ausência no Estado, o que ocorreu durante a campanha”, narrou o texto do UOL.


Garibaldi Alves fora do ministério da Previdência

A presidenta reeleita Dilma Roussef (PT) já anunciou que fará uma mudança na equipe ministerial para a próxima gestão.

Nos corredores do poder no Planalto Central a saída do ministro da Previdência Garibaldi Alves Filho (PMDB) é tida como certa.

Ele deverá reassumir sua cadeira no senado.


 
Copyright © 2010-2013 Blog do Gilberto Dias | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento » RONNYdesing | ronnykliver@live.com - (84)9666-7179